segunda-feira, julho 14, 2014

Muesli Caseiro


Como algumas pessoas já sabem, estou à espera do meu segundo filho, um rapaz que vem fazer as delícias da mãe (sim, porque a família inteira estava à espera de uma rapariga). Esta gravidez, por várias razões, está a ser menos fácil do que a primeira, embora ainda assim não propriamente difícil. E uma das coisas que me tem dado a volta À cabeça é o facto de ter diabetes gestacional.

A diabetes é uma daquelas coisas que a gente sabe que existe, sabe que é uma chatice para quem a tem, mas acha sempre que não nos vai bater à porta. Sabendo eu, de antemão, que diabetes gestacional e diabetes são duas coisas muito diferentes, esta pequeníssima experiência está-me a dar um novo entendimento do que significa viver com diabetes. No meu caso, isso está a significar abdicar do meu pequeno-almoço normal: leite com chocolate e pão com manteiga. Por alguma razão, o pão de manhã parece mexer muito com os meus níveis de açúcar no sangue, por isso tive que encontrar uma alternativa.

A primeira vez que vi receitas de muesli feitas com aveia crua, fiquei extremamente céptica. Já fiz granola e adoro, mas granola implica gordura e açúcar e isso está completamente fora de questão, pelo menos para o pequeno-almoço. Então resolvi experimentar o muesli, feito em casa, claro. Tinha comprado uma mistura de frutos secos tropicais para fazer granola, que foi reencaminhada para o muesli, juntamente com aveia e sementes de abóbora. O resultado é surpreendente. Tenho comido com iogurte, ou grego natural, ou líquido de ananás, e adoro. Há alguns sites que sugerem deixar o muesli de molho, mas não gosto tanto assim: aveia fica demasiado mole. Mas feito e comido na hora, é delicioso e enche bastante. Para quem gostar do sabor do leite simples (eu não suporto), pode perfeitamente ser comido com leite. Esta foi a segunda versão que fiz:

Ingredientes:
3 ch. flocos de aveia integral (inteiros)
½ ch. sementes (usei de abóbora)
200 g mistura de frutos secos com frutos vermelhos (comprei no Pingo Doce, tem caju, amêndoa, passas, mirtilos, cranberries e cerejas)

Misturar tudo muito bem, de forma a distribuir bem todos os ingredientes, e guardar num recipiente com tampa que feche hermeticamente.


A mistura pode-se fazer com quaisquer cereais ou sementes ou frutos secos que se quiser. Depois do bebé nascer (e, se Deus quiser, desta visita da amiga diabetes acabar) vou experimentar uma versão com chocolate negro e gengibre cristalizado, muito picadinho. Só de pensar, já estou a salivar!