terça-feira, março 10, 2015

Peito de Frango com Pesto e Legumes Assados

Eu não sou mesmo nada fã de peito de frango, e cá em casa não sou a única. Aliás, a não ser que o Lourenço resolva salvar os pobres, ninguém lhes pega. O que significa que, sempre que se compra um frango para cozinhar, a não ser que seja para assar inteiro (e ainda assim os peitos ficam), os pobres ficam no congelador, a aguardar inspiração ou desespero. Um dia desta semana juntaram-se os dois e, como havia 3 peitos de frango no congelador (sim, três, inteiros, ou seja, o osso do peito com os dois lados agarrados), achei que estava na hora de experimentar algo diferente.

Já vi, muitas vezes, receitas de peito de frango recheado e, originalmente, a ideia era fazer um recheio de cogumelos. Claro que a ideia foi completamente por terra porque cheguei à cozinha para fazer o jantar às 19:45h. Como tenho uma taça de pesto caseiro no frigorífico, feito com o resto do manjericão semeado ainda no ano passado, foi mesmo esse o recheio escolhido e em boa hora.

Este é mais um exemplo de refeição que demora 30 minutos a fazer. Menos ainda se os peitos de frango já estiverem desossados. Eu não lhes tirei a pele, porque adoro a pele do frango estaladiça do forno e porque, assim, fiquei com mais um sítio para pôr pesto e dar sabor à carne, mas pode-se fazer com os peitos sem pele. Fica, no entanto, com menos sabor. Servi-os com uns cogumelos e umas couves de bruxelas assados, que foram para o forno ao mesmo tempo que o frango, numa assadeira separada. E sim, acho que dava perfeitamente para pôr tudo junto, eu pus separado para ir assando os legumes enquanto preparava os peitos.

Ingredientes (para 4 pessoas):
300 g cogumelos marron
500 g couves de bruxelas
2-3 c. sopa azeite
4 peitos de frango do campo, sem osso mas com pele
4 c. sopa bem cheias de pesto, caseiro ou de compra
1 c. chá azeite
Sal e pimenta a gosto

Ligar o forno a 200º. Untar o fundo de uma assadeira pequena (onde os peitos caibam numa só camada) com o azeite.
Lavar os cogumelos e as couves de bruxelas. Partir ao meio e deitar noutra assadeira. Temperar com sal e pimenta a gosto, regar com 2 a 3 colheres de sopa de azeite e levar ao forno.
Virar os peitos com a pele para baixo e soltar a prega de carne que naturalmente se descola da parte de baixo do peito, sem a separar completamente. Colocar aí meia colher de sopa de pesto em cada peito e voltar a pôr a prega de carno no sítio. Virar de novo os peitos com a pele para cima, soltar a pele sem a separar completamente da carne e colocar por baixo da pele mais meia colher de sopa de pesto em cada peito. Tapar com a pele (se necessário, massajar para espalhar bem o pesto).


Colocar os peitos com a pele para cima na assadeira untada e levar ao forno, ao lado dos legumes. Assar 20 a 30 minutos, ou até a pele estar bem dourada e estaladiça e a carne estar cozida. Se os peitos forem maiores, demorará os 30 minutos, se foram mais pequenos 20 minutos chegará. Não se devem deixar assar demais para não ficarem secos. Quando o frango estiver pronto, os legumes também estarão, não devem ficar demasiado cozidos, devem ficar com alguma textura.

2 comentários:

anasbageri disse...

Helena,
É verdade que a carne escura tem mt mais sabor e os peitos de frango sao um bocadinho para o seu granca nenhuma. No restaurante faco a receita com o recheio de cogumelos, faz muita difrenca no sabor...
bjs e até breve

Helena Mouta disse...

Ana,
Cá em casa costumam ser picados e misturados com outras carnes, para fazer alguma coisa (bolonhesa, almôndegas, rolo de carne...), ou então salteados com legumes. Mas confesso que assim ficam muito bons. Tenho mesmo que experimentar o recheio de cogumelos, com mais tempo e meis jeito. Bj.