segunda-feira, dezembro 23, 2013

Boas Festas!


Um último post antes do Natal, só para desejar Boas festas a todos e dar mais um docinho, excelente para oferecer e suficientemente fácil para fazer ainda para amanhã! Os americanos chamam-lhe bark, que significa casca de árvore, e na sua versão mais fácil e “informal” é, realmente, o que parece. Há muitas receitas de bark por essa internet fora, com chocolate negro, branco ou de leite, e com tudo o que se possa imaginar espalhado por cima. Desde as versões só com frutos secos, às que têm marshmallows e, até, bolachas Oreo, há de tudo.

A bark americana é feita simplesmente espalhando o chocolate derretido numa superfície plana e polvilhando as coberturas por cima de forma mais ou menos aleatória. Esta versão, que também se pode encontrar em vários sítios, dá um bocadinho mais trabalho e demora um pouco mais, mas mesmo assim é super-fácil de fazer e o resultado é um bocadinho mais bonito, fica melhor para oferecer. Curiosamente, vi há dias esta explicação sobre a origem deste tipo de chocolate no excelente blog Trem Bom. Se não conhecem, passem por lá, vale bem a visita.

No ano passado fiz algumas versões de bark para oferecer no Natal. Não me lembro de todas mas sei que fiz uma com chocolate branco, bagas goji e sementes de abóbora, com uma pitada de flor de sal com pólen de abelha por cima, que ficou mesmo muto boa e particularmente festiva. Este ano, para oferecer a duas pessoas especiais (embora por razões diametralmente opostas), fiz esta versão. Os frutos que usei foram os que tinha em casa: amêndoas levemente torradas, cajus idem, avelãs e bagas goji para dar doçura e um toque festivo.

Ingredientes (para 40 medalhões com 4-5 cm de diâmetro):
400 g chocolate negro 60% cacau (menos os bocadinhos que fui comendo pelo caminho)
40 amêndoas torradas
40 cajus torrados
40 avelãs
Bagas goji
Flor de sal com pólen de abelha (eu fiz a minha, mas há uma excelente aqui)

Derreter o chocolate em banho-maria. Para temperar o chocolate, uso o procedimento que aprendi com a maravilhosa Ina Garten: picar o chocolate o mais fino que se conseguir; derreter 75% do chocolate até estar completamente líquido; retirar do lume, acrescentar o restante chocolate e mexer até estar completamente derretido. Como não sabia quanto tempo iria demorar a fazer os medalhões todos, retirei o tacho do lume e deixei o chocolate em cima, para se manter derretido.

Num tabuleiro forrado com papel vegetal deitar uma colherada de chocolate derretido, deixando que se espalhe em círculo. Por cima colocar os frutos secos: uma amêndoa, um caju, uma avelã e 2 ou 3 bagas goji. Polvilhar com uma pequeníssima pitada de flor de sal e deixar solidificar.


Para acelerar o processo, podem-se fazer vários medalhões de cada vez: eu fazia 4, os que cabiam em fila no tabuleiro. Usei dois tabuleiros para fazer os 40 medalhões. Esta quantidade demorou uns 30 a 40 minutos a fazer e talvez mais uns 30 a 40 a solidificar. Depois disso, podem guardar-se dentro de uma caixinha, ou colocar em sacos de celofane, atar com uma fita e oferecer.

Sem comentários: