quinta-feira, março 31, 2011

Crumble de Maçã e Pêra


Ontem à noite, perto das 8, estava eu a começar a fazer um arroz de feijão sem cebola quando percebi que tinha demasiadas maçãs e pêras na fruteira a pedir uso imediato. Como estavam demasiado maduras para os gostos lá de casa, pensei que dariam um perfeito crumble, mas a receita estava no computador e eu sem tempo para a ir procurar… Então sai um improviso e saiu tão bom que achei que tinha mesmo que partilhar, mesmo sem foto (crumble em Bragança, máquina no Porto…). Então cá vai!

Para 3 pessoas (embora fosse necessário grande autocontrolo para duas pessoas não o comerem todo)
2 maçãs
1 pêra
100 g manteiga ou margarina
Sumo de meia laranja
2 c. chá canela
4 – 5 c. sopa bem cheias açúcar amarelo
6 c. sopa bem cheias flocos de aveia
4 c. sopa bem cheias farinha
Natas

Aquecer o forno a 200º. Com 1 c. sopa de manteiga, barrar o fundo e os lados de um pyrex pequeno e deitar a manteiga que sobrar no pyrex em pedaços pequenos.
Descascar e tirar os caroços à fruta e cortar em pedaços de 1 a 2 cm. Juntar a fruta, 2 a 3 c. sopa de açúcar amarelo, o sumo de laranja e 1 c. chá canela. Misturar bem.
Num robot de cozinha, misturar a aveia com a farinha, 1 c. chá de canela e 2 a 3 c. sopa de açúcar amarelo. Juntar a manteiga restante e pôr o robot a funcionar até estar incorporada. Ligar o robot e juntar natas em fio até juntar em bocados pequenos (abri o pacote e deitei, por isso não sei bem quanto foi, penso que terá sido entre 0,5 e 1 dl.
Em alternativa, misturar os ingredientes secos, juntar a manteiga e trabalhar com os dedos até que fique em bocadinhos bem pequenos. Juntar as natas 1 c. sopa de cada vez e mexer sempre com um garfo até formar uma massa que se junta em bocados.
Espalhar a massa do crumble sobre a fruta, dividindo bem, e levar ao forno até dourar e a fruta estar cozida, cerca de 30 minutos.
Servir quente, com natas batidas em chantilly ou gelado de baunilha e, de preferência, com boa companhia!

Notas:
- As maçãs e as peras podem ser substituídas por outra fruta da época (pêssegos, daqui a nada, por exemplo). A canela também pode, facilmente, ser substituída por outro sabor ou suprimida e em vez de sumo de laranja pode-se usar vinho do Porto.

Sem comentários: