quinta-feira, junho 16, 2011

Requeijão



Uma coisa tão simples e, no entanto, tão boa e tão fácil de fazer… É verdadeiramente inacreditável os resultados que se conseguem com um pacote de leite do dia, um limão e alguma (pouquíssima) paciência!

Vi esta receita em vários sítios, com algumas variações: aqui e aqui, por exemplo. Vi outra, ligeiramente diferente, aqui. Resolvi fazer assim, cortando um pouco às natas (que me parece que podem ser eliminadas de todo) e deixando escorrer menos tempo para que fique mais fofo, como costuma ser o requeijão português, e menos denso, como costuma ser a ricotta italiana.


Recomendo, em particular como o mostro aqui: acompanhado do doce de abóbora com nozes e amêndoas e do doce de cereja da minha mãe. Essas receitas também cá hão-de vir parar, são boas demais para não partilhar!
 
Ingredientes (para cerca de 300g de requeijão):
1 l leite gordo do dia
100 ml natas
1 pitada de sal
Sumo de 1 limão médio (cerca de 80 ml)

Preparação:

Leva-se ao lume, num tacho grande, o leite, as natas e o sal. Deixa-se levantar fervura e junta-se o sumo de limão, mexendo sempre com uma vara de arames. Deixa-se ferver até o leite coalhar e o soro se separar. 

Este processo não demora mais de 30 segundos a 1 minuto. Se o tempo passar e não acontecer nada, ou o leite ficar granuloso mas com um cheiro a azedo e sem se ver bem o soro esverdeado separado dos coalhos, então é porque não resultou.

Forrar um passador de rede com um pano de algodão limpo e verter para aí a mistura, devagar, para não sair por fora. Deixar escorrer sobre um recipiente 20 a 30 minutos, à temperatura ambiente. Para um requeijão mais consistente, escorrer mais tempo, não mais do que uma hora.

Deitar num recipiente com tampa, fechar bem e levar ao frigorífico até arrefecer completamente.

Notas:
- O leite tem que ser do dia, com o UHT não funciona – sim, eu experimentei.
- Não me perguntem quanto tempo dura no frigorífico, já fiz duas vezes e das duas não durou mais do que 48 horas… Pelo menos isso, dura, mais do que isso não sei, mas também duvido que venha a pôr-se o problema :-)

Sem comentários: