terça-feira, agosto 09, 2011

Uma Salada Colorida


Muitas vezes, cá em casa, acontece ter que se almoçar ou jantar e não haver nada feito nem a caminho de se fazer. Pode parecer impossível, mas até a mim, às vezes, não me apetece cozinhar. Nesses dias, e principalmente quando há uma série de coisas no frigorífico a pedir utilização imediata, sai uma salada. Pode ser quente, morna ou fria, conforme a altura do ano e a vontade, geralmente leva atum e tomate, mas o resto é sempre um bocadinho de improviso. Esta foi feita num dia de preguiça, ao almoço, quando a minha mãe sugeriu atum com feijão frade e eu me lembrei que havia um abacate no frigorífico e vários tomates caseiros, frescos e suculentos.

Pensem nisto mais como uma ideia do que como uma receita. Todas as substituições são permitidas e encorajadas, não imagino uma forma de fazer uma salada destas mal… Divirtam-se!


Ingredientes (para 2 pessoas):
1 lata pequena de feijão frade
½ ch. ervilhas congeladas
½ ch. milho congelado
3 cogumelos portobelo grandes
1 c. sopa azeite ou manteiga
1 cebola média
1 abacate pequeno
Sumo de 1 lima
1 tomate grande
2 latas de atum
Sal, azeite e vinagre para temperar

Numa panela, cozer as ervilhas e o milho em água a ferver. Quando estiverem cozidos, juntar o feijão frade apenas para aquecer. Entretanto, aquecer o azeite ou a manteiga numa frigideira. Partir os cogumelos em cubos de cerca de 1 cm e saltear até largarem todo o líquido. Temperar de sal.

Picar a cebola, tão fina como se desejar, e deitar para uma taça, com algum sal e bastante vinagre. Mexer bem para cobrir toda a cebola e deixar 5 a 10 minutos (enquanto se acabam de preparar os restantes ingredientes). Partir o tomate e o abacate em cubos e regar o abacate com o sumo de lima.

Quando estiverem cozidos, escorrer as leguminosas e, para fazer uma salada fria, passar por água corrente até arrefecer. Deitar para uma saladeira. Por cima espalhar os restantes ingredientes, em camadas, temperando o tomate e o abacate, que ainda não têm sal. Mexer delicadamente e servir com azeite e vinagre.

Notas:
- Pode usar-se ervilhas e milho de lata e não os cozer de todo, apenas escorrer e deitar directamente na saladeira. O mesmo se poderá fazer com o feijão: escorrer, passar por água e deitar na saladeira;
- Adoro cebola, mas detesto o hálito a cebola, e não gosto quando são muito fortes… Como por estes dias tem sido quase impossível encontrar cebolas macias, demolho-as em sal e vinagre por alguns minutos e elas ficam macias, mas um pouco avinagradas. Se preferirem, podem demolhar apenas em água com sal. Não é tão eficaz, mas já ajuda;
- No inverno, para fazer uma salada quente, podem usar-se apenas vegetais cozinhados, cozidos ou salteados;
- O atum pode ser substituído por qualquer outra coisa, como ovos cozidos picados, frango cozinhado desfiado, delícias do mar, qualquer outra carne ou peixe cozinhado ou até fiambre em cubos. Ou pode-se deixar só assim, uma salada vegetariana saudável e deliciosa;
- Os ingredientes são todos passíveis de ser trocados ou omitidos. A ideia, aqui, é chegar à mesa com uma coisa bem colorida, que dá logo vontade de comer, e com uma variedade razoável de sabores e texturas. Isso consegue-se de muitas maneiras diferentes, é só experimentar!

2 comentários:

Ana disse...

Tem um aspecto maravilhoso ! É uma excelente ideia Lena :)

Helena Mouta disse...

Obrigada! Como vês, preciso mesmo da tua ajuda com as fotos! Não queres dar umas aulas? Pago em géneros! ;-)